Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de dezembro de 2019, 20h11

Moro faz balanço do ano em entrevista exclusiva para O Antagonista, porta-voz da Lava Jato

Na conversa, ele fez pouco caso da Vaza Jato e disse que "ninguém vai lembrar" das revelações das reportagens

O ministro Sérgio Moro - Foto: Reprodução/YouTube

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, concedeu uma longa entrevista exclusiva para O Antagonista, publicada nesta sexta-feira (20). A conversa, dividida em quatro partes, abordou temas como Vaza Jato, STF, Lava Jato e sua atuação no governo Bolsonaro. A colaboração de Moro com o portal é de longa data.

Moro avaliou que a Vaza Jato é um “episódio menor” e que não será lembrado no futuro. “Vai passar um tempo e ninguém vai nem se lembrar disso”, afirmou. Ele ainda disse que é “absolutamente óbvio” o “mote principal” da série de reportagens comandadas pelo The Intercept Brasil era “invalidar a condenação de pessoas que se envolveram em corrupção”.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Na conversa, o jornalista Claudio Dantas fez uma longa avaliação corroborando com a versão de Moro, falando mais do que o ministro sobre alguns assuntos.

Moro também demonstrou certo desapontamento com a repercussão no exterior da sua nomeação como ministro do governo de Jair Bolsonaro. Ele negou que sua indicação para o posto tenha sido “uma espécie de premiação por ter afastado o ex-presidente [Lula] ou que eu teria afastado o ex-presidente já com esse propósito”. Segundo ele, isso é uma “farsa grotesca”.

O ex-juiz ainda reforçou o que falou em evento da bancada evangélica, quando distorceu a definição de Estado Laico ao comentar sobre a pretendida indicação para o STF. “Respeito muito todas as religiões. Ontem, até tive um encontro com a Frente Parlamentar Evangélica. Não vejo nenhum problema no homem público — o Estado evidentemente é laico — defender seus valores, inclusive religiosos. E buscar, até na construção de políticas públicas, imprimir alguns desses valores. O mote principal do cristianismo é fazer bem ao próximo”, afirmou.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum