“Moro perseguiu Lula porque é a cara do Nordeste e da pobreza”, diz Pedro Serrano

Em entrevista ao Fórum Onze e Meia, professor fez duras críticas ao ex-juiz: "É um violento, autoritário, que tem ódio dos pobres, acha que não são seres humanos"

O advogado e pesquisador Pedro Serrano fez duras críticas ao pré-candidato à Presidência Sergio Moro (Podemos), que estampou a capa da edição mais recente da revista Veja. Ex-juiz parcial, Moro foi um dos principais responsáveis pelo lawfare da Operação Lava Jato, que resultou na prisão do ex-presidente Lula (PT).

Para Serrano, o ódio de Moro contra Lula não é por ser corrupto, já que o próprio ex-juiz sabe que isso não é verdade. Moro tem ódio de Lula porque o petista é nordestino e veio da pobreza.

“Moro não é humanista. É um violento, autoritário, que tem ódio dos pobres, acha que não são seres humanos. Perseguiu Lula porque ele é a cara da pobreza, é nordestino. Lula é a cara do Nordeste, a cara da pobreza. Esse homem ousou ser presidente e fez um dos melhores governos de nossa história republicana, se não o melhor. Essa ousadia de Lula, gente como o Moro não aceita, tem aversão, ódio”, disse o professor em entrevista ao Fórum Onze e Meia nesta sexta-feira (14).

Serrano também comentou sobre as críticas feitas pelo ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL) aos advogados, principalmente do Grupo Prerrogativas.

“Moro prega uma tirania. Ao criticar os advogados, critica os direitos, algo que vem desde o século 15 sendo construído com muito sacrifício, com sangue que correu nas calçadas por parte de líderes, gente interessada no desenvolvimento da humanidade. É uma luta que remonta à figura de Jesus de Nazaré”, afirmou o advogado.

O professor argumentou, no entanto, que o ódio de Moro é algo que precisa ser combatido com “uma visão amorosa, humanista e dos direitos”, e não punitivista.

Apesar disso, Serrano afirmou que o ex-juiz deve ser julgado por suas posições políticas e filosóficas. “Mas não podemos fazer um bom juízo dele, por tudo que tem feito contra a democracia, contra os direitos, contra o Brasil e o povo brasileiro. Não podemos deixar ele passar. Ele não pode passar”, finalizou.

Confira a entrevista na íntegra:

Notícias relacionadas

Avatar de Carolina Fortes

Carolina Fortes

Repórter colaborativa no site Emerge Mag e antiga editora-assistente no site da Jovem Pan. Ex-repórter no site Elástica. Formada em jornalismo e faz a segunda graduação em Letras na Universidade de São Paulo (USP). Acredita no jornalismo como forma de impacto social e defende maior inclusão e representatividade.