Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de julho de 2019, 15h55

Moro repete estratégia do Senado na CCJ da Câmara

Ministro diz não ver problema nas mensagens trocadas, mas diz também não lembrar de ter mandado

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Durante audiência na CCJ da Câmara, o ministro Sergio Moro coloca em prática a mesma estratégia usada no Senado há duas semanas. Responde o que quer e quando emparedado por alguma pergunta espinhosa muda de assunto. Ele leu texto dizendo que o Ministério Público recorreu de 44 de 45 ações penais, dando a entender que não há orientação entre o então juiz e os procuradores da Lava Jato.

Nas considerações iniciais ele reclamou de sensacionalismo nas matérias, disse que não reconhece a autenticidade dos áudios e voltou a defender que não há irregularidades no que foi divulgado até agora.

Erika Kokay questionou o teor das mensagens trocadas por Moro e os integrantes da Lava Jato. “Quem está impedindo das investigações?”.

Ela criticou a seletividade das delações. “Isso não é imparcialidade, isso é rasgar a toga. Desmoralizar a Operação Lava Jato e o combate à corrupção”

Moro também atribui o vazamento à um ataque hacker criminoso e defendeu que o ataque tem o objetivo de parar as investigações da Lava Jato.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum