Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de fevereiro de 2019, 11h05

Morte de Padre Roque, ex-deputado federal, repercute entre lideranças políticas

Padre e professor universitário, Padre Roque foi eleito deputado federal em 1994 e se candidatou ao governo do Paraná em 2002. Ele foi membro da Teologia da Libertação e militante pelos direitos humanos no período da ditadura militar

A notícia da morte do padre Roque Zimmermann, o Padre Roque, ex-deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT) no Paraná, repercutiu nas redes entre lideranças políticas e causou comoção neste fim de semana. Ele era uma das principais lideranças do PT  em Ponta Grossa.

Padre Roque tinha 79 anos e estava internado desde o dia 31 de janeiro com problemas cardíacos e no pulmão. No domingo (17), seu irmão, Tarcísio Zimmerman, divulgou nota informando o falecimento.

“Padre Roque é o primeiro dos 13 irmãos da minha família a falecer e sua vida nos deixa um legado de fé, compromisso e lutas pela dignidade das pessoas humanas. Vá em paz, querido irmão”, escreveu Tarcísio, que também foi deputado federal pelo PT.

Padre e professor universitário, Padre Roque foi eleito deputado federal em 1994 e se candidatou ao governo do Paraná em 2002. Ele foi membro da Teologia da Libertação e militante pelos direitos humanos no período da ditatura militar. Quando disputou o governo estadual, teve 17% dos votos. No ano seguinte, assumiu a Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social no Paraná a convite do então governador, Roberto Requião, do MDB

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, e os deputados Maria do Rosário e Ênio Verri estão entre as lideranças petistas que repercutiram a morte. “Triste com a morte do Padre Roque. Lutador das causas sociais e da educação. Um grande companheiro. Solidariedade à família e amigos”, escreveu Gleisi no Twitter.

Requião também lamentou. “Faleceu meu amigo, petista raiz, Padre Roque Zimmermann. Exemplo de vida e militância”, tuitou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum