Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
25 de julho de 2019, 08h55

Motivo de anulação do caso Queiroz, relatório do Coaf foi usado para prender hackers de Araraquara

Enquanto o Caso Queiroz foi paralisado por decisão de Toffoli, a investigação dos supostos hackers de Araraquara conseguiu autorização para prosseguir e obter dados

DJ Gustavo Henrique Elias, preso como cúmplice do hacker de Araraquara (Reprodução/Youtube)

Após decisão do ministro do STF Dias Toffoli sobre o Coaf ter interrompido o Caso Queiroz, a Polícia Federal se utilizou de informações do órgão para prender o ex-DJ Gustavo Santos e Suellen Priscila de Oliveira, sua namorada no caso da suposta quadrilha de hackers, que teria invadido o celular de Sérgio Moro e procuradores do MPF.

Segundo Bela Megale, do O Globo, pelo Coaf, foram detectadas movimentações suspeitas nas contas dos dois, com mais de R$ 400 mil passando pelos rendimentos de Gustavo – que possui renda mensal de R$ 2.866,00 – e mais de R$ 200 mil pela de sua namorada – com renda de R$ 2.192,00.

Ainda segundo Megale, os investigadores encontraram R$ 100 mil em espécia na residência do casal.

Há pouco mais de uma semana, o presidente do Supremo, Dias Toffoli, determinou que relatórios do Coaf só poderiam ser usados em investigação após autorização da Justiça. A medida paralisou o Caso Queiroz, que envolve o filho 03 do presidente da República.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum