Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de julho de 2019, 12h31

Movimentos de direita que apoiam Moro ganham R$ 30 mil para produzir outdoors pró Lava Jato

Vaquinha virtual feita entre os movimentos Vem pra Rua, Lava Togas e Brasil Estou Aqui arrecadou dinheiro para instalar cerca de 30 outdoors em Curitiba com imagens de Moro e Dallagnol e as frases "Lava Jato: eu acredito" e "Lava Jato: eu confio", além da hashtag #somostodoslavajato

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Uma vaquinha virtual feita entre os movimentos Vem pra Rua, Lava Togas e Brasil Estou Aqui conseguiu cerca de R$ 30 mil para produzir campanha em apoio à Lava Jato com foto de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, alvos principais da Vaza Jato.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Segundo reportagem de Vinicius Konchinski, do UOL, foram instalados cerca de 30 outdoors em Curitiba com imagens de Moro e Dallagnol e as frases “Lava Jato: eu acredito” e “Lava Jato: eu confio”, além da hashtag #somostodoslavajato.

A maioria das doações, feitas online, veio com contribuições de R$50 e R$100, o que facilitou na arrecadação. “Foram vários doadores e temos muitas empresas parceiras também, que reduzem seus preços para colaborar”, disse Gislaine Masoller, coordenadora do movimento Vem Para Rua no Paraná.

O objetivo da campanha é declarar apoio à Operação em meio às graves denúncias do Vaza Jato, publicadas pelo The Intercept Brasil, pela Folha de S. Paulo e pela Veja. A advogada Paula Bettega, do movimento Lava Togas, disse que “nada do que foi dito desabona a Lava Jato”. “Se o que foi divulgado for verdadeiro, são conversas republicanas. Os ataques à operação são criminosos. O apoio à operação é maciço”, declarou.

Veja também:  Vaza Jato: Dallagnol já lucrou mais de R$ 1 milhão em palestras com a fama na Lava Jato

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum