Fórumcast #20
16 de maio de 2019, 07h04

MP suspeita que versão de Bolsonaro sobre cheques de Queiroz a Michelle é falsa

Queiroz teria remetido dez cheques para a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que, segundo Jair Bolsonaro, seria para pagamento de empréstimo de R$ 40 mil a ex-assessor do filho, Flávio

Foto: Agência Brasil

Coluna do jornalista Guilherme Amado, no site da revista Época desta quinta-feira (16), informa que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, estaria na mira dos promotores do Ministério Público Federal encarregados da investigação sobre a suspeita de que Flávio Bolsonaro ficava com parte do salário dos funcionários.

A aliados, Bolsonaro diz que Flávio é inocente e que não vão achar elo do filho com a milícia

Citando como fonte um promotor que investiga o caso, a reportagem diz que existe a suspeita de que seja falsa versão apresentada por Bolsonaro, de que os cheques seriam um empréstimo.

O jornalista cita dez cheques que Fabrício Queiroz afirmou ter remetido à primeira-dama Michelle Bolsonaro. Bolsonaro teria dito que os cheques seriam para pagamento de um suposto empréstimo de R$ 40 mil feito ao ex-PM, que atuou no gabinete do filho, Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Segundo um investigador do caso, a quebra de sigilo bancário de Michelle não foi pedida pelo MP porque ampliaria demasiadamente o escopo dos alvos, composto de 95 pessoas.

Veja também:  Com desgaste de Bolsonaro, rede bolsonarista alavanca tag #SomosTodosMichelle

“O foco neste momento é em três núcleos: o da loja de Flávio, o do gabinete e o familiar. Em um eventual desdobramento, a primeira-dama pode se tornar alvo”, explicou um investigador do caso.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum