domingo, 20 set 2020
Publicidade

MPF de Brasília reforça denúncia da PGR contra Lula, Palocci e Paulo Bernardo

O Ministério Público Federal (MPF) em Brasília reforçou nesta sexta-feira (12), através de manifestação do procurador Carlos Henrique Martins Lima, a denúncia aparesentada em novembro do ano passado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ex-presidente Lula e os ex-ministros Antonio Palocci e Paulo Bernardo.

À época, a PGR acusou Lula de corrupção passiva pelo fato de a Odebrecht, supostamente, ter “prometido”, em 2010, R$64 milhões por contrapartidas do governo que fossem benéficas à empreiteira. A denúncia havia sido apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF) mas, como apenas deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) tem foro especial entre os denunciados, o relator, ministro Edson Fachin, desmembrou o caso e enviou a parte de Lula, Palocci e Bernardo para a primeira instância.

Com o “reforço” da denúncia, o MPF pede para que a Justiça Federal torne o ex-presidente e os dois ex-ministros réus por corrupção passiva. Não há prazo para o pedido ser analisado.

*Com informações do G1

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.