MPF denuncia seis pessoas pelo assassinato e simulação de suicídio de Vladimir Herzog

A decisão histórica se dá 45 anos após a morte do jornalista no DOI-Codi de São Paulo

Em decisão histórica, o Ministério Público Federal denunciou seis pessoas pelo assassinato e por terem forjado o suicídio do jornalista Vladimir Herzog, preso e torturado até a morte em 25 de outubro de 1975 no DOI-Codi de São Paulo.

Os denunciados, dentro das possibilidades de sua participação, poderão responder na Justiça Federal pelos crimes de homicídio, fraude processual e falsidade ideológica. Um dos acusados foi acusado de prevaricação, ou seja, deixou de agir conforme a lei para impedir a investigação.

Foram denunciados pelo homicídio o comandante do DOI-Codi na época do crime, Audir Santos Maciel e José Barros Paes. Altair Casadei foi denunciado por fraude processual. Os médicos legistas Harry Shibata, que foi chefe do IML em São Paulo, e Arildo de Toledo Viana foram denunciado por falsidade ideológica, por terem atestado falsamente que Herzog se suicidou.

Por fim, Durval Ayrton de Moura Araújo, procurador militar do caso Herzog, foi denunciado por prevaricação, por não ter denunciado os envolvidos no caso.

O MPF pediu à Justiça Federal urgência na análise do caso, uma vez que os prazos processuais e audiências foram suspensos ontem à noite, por 30 dias, pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região em virtude da pandemia de Covid-19.

Com informações do UOL

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR