No rastro do óleo do Nordeste
25 de março de 2018, 15h52

Na caravana de Lula, ex-deputado Paulo Frateschi leva pedrada e tem orelha macerada

Paulo Frateschi, que coordena a caravana, foi agredido na saída da garagem do hotel ao proteger o ex-presidente Lula

A caravana do ex-presidente Lula pelo Sul do Brasil, ao mesmo tempo que conta com o apoio das massas populares, tem enfrentado graves agressões de grupos com viés fascista. Os direitistas e opositores de Lula no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina ultrapassaram o direto assegurado de manifestação pública pacífica e formaram verdadeiras milícias armadas que têm atacado a Caravana com pedras, bombas, ovos e outros instrumentos, como soco inglês. Por mais de uma vez, homens armados foram flagrados intimidando simpatizantes do PT que seguem a caravana.

Na noite deste sábado (24), em Chapecó (SC), de acordo com informações de familiares e do Instituto Lula, o alvo de violência dos direitistas foi o ex-deputado Paulo Frateschi, que coordena a caravana pela região. No momento em que saia da garagem do hotel, Frateschi, que está com 68 de idade, entrou na frente do ex-presidente Lula para protegê-lo e levou uma pedrada na orelha, que ficou gravemente ferida.

Com o intuito de denunciar o nível do fascismo e da agressão ao ex-presidente Lula, à militância e às lideranças políticas, Fórum optou por disponibilizar, aos leitores que se sentirem à vontade em ver, a imagem da orelha de Paulo Frateschi ferida ao final desta nota.

Ainda não há informações sobre quem era o agressor ou sobre seu paradeiro.

Pelo Facebook, Sylvia Moreira, que é cunhada do ex-deputado, informou que ele foi hospitalizado, teve a orelha tratada e que passa bem.

Celso Frateschi, irmão de Paulo, também se pronunciou pelas redes sociais sobre a agressão.

 

 

 

Foto 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum