Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de setembro de 2019, 19h36

“Não considero esquerda”, diz ex-prefeita de Fortaleza sobre ataques do “clã Ferreira Gomes”

"Ninguém merece ser detonado dia após dia pelo clã Ferreira Gomes aqui no Ceará, que um dia fala mal do Lula, outro esculhamba o PT, chama a gente de organização criminosa", declarou a deputada Luizianne Lins

Foto: Lula Marques/PT na Câmara

A deputada federal e ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT-CE), criticou de forma dura nesta sexta-feira as últimas declarações dadas pelo ex-ministro Ciro Gomes, terceiro colocado nas eleições de 2018, sobre Lula e Haddad,. Para ela, que é pré-candidata à prefeitura da capital cearense, os Ferreira Gomes detonam diariamente o PT e tentam “dar ordens no partido”.

“Ninguém merece ser detonado dia após dia pelo clã Ferreira Gomes aqui no Ceará, que um dia fala mal do Lula, outro esculhamba o PT, chama a gente de organização criminosa (…) não precisamos dessa coisa, que eu não considero esquerda, dessa coisa enjambrada querendo dar ordens sobre nós. Quem decide o futuro do PT são os petistas”, declarou Luizianne ao colunista Carlos Mazza, do jornal O Povo.

Em entrevistas recentes, Ciro disse que Lula não deve ser considerado preso político e criticou a pauta do Lula Livre por não ver centralidade para a população. Ele ainda afirmou que venceria as eleições em um segundo turno contra Bolsonaro caso estivesse no lugar de Fernando Haddad.

Luizianne é uma das principais adversárias políticas dos Ferreira Gomes no Ceará e defende uma candidatura própria do PT para a Prefeitura de Fortaleza, hoje ocupada por Roberto Cláudio (PDT), aliado de Ciro. A deputada, que foi prefeita por dois mandatos (2005-2012), é vista pelo PT como uma das prioridades nacionais nas eleições de 2020.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum