Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de março de 2019, 09h59

“Não têm credibilidade”, diz Bolsonaro sobre pesquisas após popularidade despencar 15% em dois meses

Pesquisa Ibope revelou que o índice de quem considera a gestão de Bolsonaro boa ou ótima caiu de 49% em janeiro para 34% em março

Bolsonaro desembarca no Chile (Divulgação/PR)

Reportagem dos jornalistas Daniel Weterman e Ricardo Galhardo, na edição desta sexta-feira (22) do jornal O Estado de S.Paulo, informa que o presidente Jair Bolsonaro (PSC) declarou não estar preocupado com o fato de a avaliação positiva de seu governo ter despencado 15% em apenas dois meses. Segundo ele, pesquisas “não têm credibilidade”.

A frase foi dita na quinta-feira (21) durante viagem ao Chile, onde Bolsonaro foi rejeitado por líderes congressistas, que se recusaram a participar de almoço com o presidente brasileiro.

Um dia antes, pesquisa realizada pelo Ibope revelou que o índice de quem considera a gestão de Bolsonaro boa ou ótima caiu de 49%, computados em janeiro, para 39% em fevereiro, chegando a 34% em março.

O percentual é o menor registrado nos três primeiros meses de primeiros mandatos presidenciais, desde Fernando Henrique Cardoso (PSDB) passando por Lula (PT)e Dilma Rousseff (PT).

No caso de Lula, o índice apurado foi maior neste período da gestão, inclusive em sua segunda passagem pelo Palácio do Planalto.

Mais protestos e senso comum
Neste sábado (23), Santiago deve ser palco de protestos convocados contra o presidente brasileiro, que se encontrará com o chileno, Sebastian Piñera.

Bolsonaro minimizou, dizendo que manifestações contrárias a ele ocorrem em todos os lugares e, mais uma vez, partiu para o senso comum recorrente de sua retórica.

“Essas pessoas que reclamam hoje acho que eles não queriam que o Brasil caminhasse para a situação que se encontra a nossa Venezuela, onde o povo luta bravamente para se libertar das garras da ditadura.”

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum