O que o brasileiro pensa?
13 de maio de 2020, 14h02

Neobolsonarista, Roberto Jefferson volta a defender golpe: “A toga não é mais forte que o fuzil”

O ex-deputado já havia posado com um fuzil em foto publicada nas redes sociais pregando um golpe e ameaçando opositores de Bolsonaro

Roberto Jefferson (Reprodução/Twitter)

Aliado a Jair Bolsonaro após negociar cargos ao PTB e apoio à candidatura da filha, Cristiane Brasil, às eleições municipais no Rio, Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, voltou a pregar um golpe militar em entrevista à Rádio Gaúcha nesta quarta-feira (13).

“A toga não é mais forte que o fuzil”, afirmou Jefferson.

Neste sábado (9), o ex-deputado posou com um fuzil em foto publicada nas redes sociais pregando um golpe e ameaçando opositores de Bolsonaro.

“Bolsonaro, para atender o povo e tomar as rédeas do governo, precisa de duas atitudes inadiáveis: demitir e substituir os 11 ministros do STF, herança maldita. Precisa cassar, agora, todas as concessões de rádio e TV das empresas concessionárias GLOBO. Se não fizer, cai”, tuitou o ex-parlamentar.

Líder da tropa de choque de Fernando Collor e personagem central do mensalão, ação penal em que foi condenado por corrupção, Jefferson reapareceu como um apoiador radical de Bolsonaro, nas últimas semanas, em meio às negociações do presidente com o centrão do Congresso para distribuir cargos, no famoso toma lá, da cá, com o intuito de formar uma base e, assim, se livrar de um processo de impeachment.

Em outra postagem, Jefferson publicou uma foto com uma arma na mão, afirmando que vai combater “comunistas”. “Estou me preparando para combater o bom combate. Contra o comunismo, contra a ditadura, contra a tirania, contra os traidores, contra os vendilhões da Pátria. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos”, escreveu.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum