Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de março de 2018, 12h08

Noblat diz que ministro de Temer duvida que haverá eleição neste ano

Motivo seria o "agravamento do quadro de tensão política no país"

O jornalista Ricardo Noblat, que atualmente está na revista Veja, informou em seu Twitter na madrugada desta quarta-feira (28) que, segundo um ministro próximo a Temer, há chances de que as eleições deste ano não ocorram.

O motivo seria “o agravamento do quadro de tensão polícia no país”, o que não permitiria a realização do pleito.

A postagem de Noblat veio poucas horas depois da notícia sobre o atentado a tiros contra a caravana do ex-presidente Lula no Paraná e sobre as supostas ameaças que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator da Lava Jato, Edson Fachin, estaria recebendo.

O jornalista não detalhou de que maneira o governo poderia determinar a suspensão das eleições deste ano, mas uma possibilidade concreta é através da PEC 77/2003, que acelera a reforma política. Conforme noticiado pela Fórum, em maio do ano passado, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), autorizou a criação de uma comissão especial para analisar a matéria, que tem como relator o deputado federal Vicente Cândido (PT-SP).

Na ocasião, se aventou que a PEC poderia abrir caminho para cancelar as eleições deste ano, o que foi negado pelo parlamentar petista. “A PEC trata da descoincidência das eleições a partir de 2022 (em anos separados para executivo e legislativo), fim dos cargos de vice, mandato de dez anos para representantes das Cortes e adoção do sistema distrital misto nas eleições a partir de 2026″, disse.

O fato de um projeto de 2003 ser desenterrado às pressas, neste momento, abre dúvidas, no entanto, de qual o real objetivo de se aprovar a proposta. Uma vez criada uma comissão especial, qualquer um pode apresentar uma emenda e modificar a data que a medida entra em vigor. É o que alertou o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS).

“Não é um debate para ser feito neste momento, em meio a um golpe”, disse Pimenta na ocasião. Relembre aqui.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum