terça-feira, 27 out 2020
Publicidade

“Noivado não é casamento”, diz Regina Duarte ao desembarcar em Brasília

A atriz Regina Duarte disse que não vai decidir nesta quarta-feira (22) se aceita ou não o convite do presidente Jair Bolsonaro para assumir a Secretaria de Cultura do governo.

Na semana passada, ao ser convidada, Regina disse estar “noivando” com o governo. Ao encontrar novamente com o presidente, disse que era preciso ir “com tempo”. “Não, hoje não. Ei, pera aí, noivado é noivado. Vou continuar conversando, noivando”, disse ela, ao ser escoltada por funcionários do governo pela área de serviço do aeroporto de Brasília.

Quando perguntada sobre como o noivado poderia virar casamento, respondeu que a pergunta era complicada e minimizou a importância de a secretaria voltar a ser ministério.

“Não acho importante falar disso neste momento”, disse Regina, que declarou ainda ter “uma porção de coisa” para ajustar na área cultural, sem dizer exatamente o que.

Regina Duarte foi do aeroporto rumo ao Palácio do Planalto, onde almoçaria com Bolsonaro. Eles haviam se reunido no Rio de Janeiro na segunda (20). Na terça (21), o presidente disse já estar com saudades e “brincou” que o novo encontro deles teria que ser escondido da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

A atriz programou um período de teste em Brasília a partir desta quarta para decidir se aceita a nomeação no lugar de Roberto Alvim, demitido por um vídeo recheado de frases do nazista Joseph Goebbels, ministro de Hitler, no qual anunciava um edital que foi cancelado por ordem do governo.

O governo está estudando fazer outra  modificação na Secretaria de Cultura e transferi-la do Ministério do Turismo para a Presidência da República. Antes, o órgão era vinculado ao Ministério da Cidadania, chefiado por Osmar Terra.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.