O que o brasileiro pensa?
22 de fevereiro de 2020, 21h51

Novo partido de Bolsonaro teve mais assinaturas rejeitadas do que aprovadas

TSE rejeitou 11 mil adesões para a criação do Aliança pelo Brasil, enquanto apenas 3 mil foram aceitas

Foto: Reprodução

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou três vezes mais do que aprovou as assinaturas para a criação do novo partido do presidente Jair Bolsonaro, o Aliança pelo Brasil (APB). Ao todo, 11 mil adesões foram recusadas, enquanto apenas 3 mil foram aceitas.

A quantidade de assinaturas conquistadas até então equivalem a 0,6% do necessário para criar a sigla. Para que a legenda saia do papel, ainda são necessários cerca de 490 mil apoiamentos.

Nesse ritmo, é possível que a legenda bolsonarista não concorra às eleições deste ano, já que precisaria de todas as assinaturas até o início de março.

O total de apoiamentos apresentados pelo partido em formação até agora para apreciação da Justiça Eleitoral foi de 60.747, segundo informa a executiva do grupo. Desses, 45.203 estão em prazo de impugnação e 1.349 em análise nos cartórios eleitorais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum