O que o brasileiro pensa?
07 de agosto de 2019, 09h40

Núcleo duro de Bolsonaro já trata Moro como ingrato por não proteger Flávio

Ex-juiz manifestou preocupação com a decisão de Toffoli de suspender investigações do Coaf

Bolsonaro e o filho, Flávio, observados por Fabrício Queiroz, e Sérgio Moro (Montagem)

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo desta quarta-feira (7), parte do núcleo duro do governo está com um pé atrás com o ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro.

O ex-juiz conversou com o ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), sobre o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Toffoli decidiu suspender investigações do órgão feitas sem autorização judicial.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

A medida beneficiou diretamente o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, envolvido com o escândalo dos “laranjas” do seu ex-assessor e motorista Flávio Queiroz.

Moro não deu declarações, mas falou por intermédio do presidente do Coaf, Roberto Leonel, que é ligado a ele e deu entrevista criticando Toffoli.

O ex-juiz da Lava Jato se limitou a manifestar ao presidente do STF preocupação com a decisão, que poderia colocar em risco mecanismos de combate à lavagem de dinheiro.

Para integrantes do governo, Moro tenta reverter a medida e mostra que é ingrato: Bolsonaro, ao contrário dele, colocou todo o peso de sua credibilidade a favor do ex-juiz depois do escândalo das conversas vazadas.

O presidente, dizem, chegou a levá-lo a um jogo do Flamengo sem estar seguro de como o público reagiria.

As afirmações de assessores refletiriam a contrariedade do próprio Bolsonaro, que não tem gostado nem um pouco do seu ministro da Justiça estar atrapalhando a vida do próprio filho.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum