sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

OAB pedirá investigação da Lava Jato por ouvir conversas de Lula com advogados

A OAB entrará com um pedido para que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) investigue procuradores da Lava Jato por terem grampeado conversas de advogados com Lula, permitindo aos investigadores anteciparem ações para tentar incriminar o ex-presidente. Informação é da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo.

“O grampo ilegal, que violava o sigilo entre advogado e cliente, foi utilizado para planejar as estratégias jurídicas da Lava Jato”, diz o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz.

As novas conversas da Vaza Jato foram divulgadas na terça-feira (5) pela Folha de S.Paulo em parceria com o site The Intercept, revelando que o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, e investigadores da Lava Jato sonegaram informações a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), para tentar influenciar no julgamento de uma ação da defesa de Lula que pedia a suspensão das investigações.

Entre as informações sonegadas estaria a menção da ministra em dois grampos de conversas de Lula com o advogado Roberto Teixeira, sócio do escritório que defende o ex-presidente. O acesso aos áudios da conversa de Lula com a defesa permitiu aos investigadores anteciparem ações para tentar incriminar o petista.

Moro e os procuradores afirmam que não discutiram o tema com a ministra.

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.