Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de março de 2019, 12h58

OCDE reduz previsão de crescimento do Brasil no primeiro ano de Bolsonaro

A projeção de crescimento mundial também foi reduzida, de 3,4% para 3,3%. Em relatório, organização citou incertezas sobre política econômica, tensões comerciais e Brexit

Projeção de crescimento no Brasil caiu para 1,9% - (Foto: Sebrae)

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) reduziu a previsão de crescimento para o Brasil em 2019 em 0,2 ponto percentual, para 1,9% . A projeção de crescimento mundial também foi reduzida, de 3,4% para 3,3%. A revisão está em relatório divulgado nesta quarta-feira (6).

Para os países da zona do euro, a redução na projeção de crescimento foi drástica, de 1,8% para apenas 1%. O destaque é a Alemanha que, do crescimento de 1,6% previsto pela OCDE em novembro, agora deve crescer apenas 0,7%. Já a Itália deve fechar o ano de 2019 em recessão técnica, com recuo de 0,2%, pela projeção.

No relatório, a OCDE atribui a revisão das projeções a “altas incertezas de política econômica”, “tensões comerciais” e “erosão da confiança empresarial e do consumidor”.

A organização também destaca a incerteza sobre a política econômica na Europa, destacando o Brexit, processo de separação do Reino Unido da União Europeia.

“A incerteza persiste quanto ao momento da retirada do Reino Unido da União Europeia e a natureza da relação de comércio no curto e médio prazo”, ressalta a OCDE.

O relatório na íntegra, em inglês, está disponível aqui.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum