Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de janeiro de 2020, 10h10

Odebrecht pagou 1,5 bilhão aos 77 executivos que toparam participar de arranjo da delação premiada

Em média, cada executivo ganhou R$ 19,4 milhões para se tornar delator

Foto: Agência Brasil

A construtora Odebrecht desembolsou R$ 1,5 bilhão para convencer 77 executivos a se entregarem à Justiça e prestar delações premiadas, permitindo que a empresa pudesse negociar um acordo de leniência. A informação é do jornal Valor Econômico, publicada nesta segunda-feira (13).

De acordo com a reportagem, o acordo corporativo da Odebrecht ficou em R$ 3,8 bilhões, com um prazo de 23 anos para desembolso. Desta forma, o custo financeiro da Lava Jato para a empresa foi de R$ 5,3 bilhões.

Em média, cada executivo ganhou R$ 19,4 milhões para se tornar delator. A delação da Odebrecht foi usada, por exemplo, para condenar o ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia (SP).

A defesa de Lula, no entanto, aponta que o processo é repleto de ilegalidades que se enquadra em lawfare, definido em livro lançado pelos advogados de Lula, Cristiano Zanin e Valeska Martins, como “o uso estratégico do Direito para fins de deslegitimar, prejudicar ou aniquilar o inimigo”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum