quarta-feira, 30 set 2020
Publicidade

Olavista Nestor Forster é aprovado no Senado para embaixada que seria de Eduardo Bolsonaro

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado aprovou por unanimidade nesta quinta-feira (13) o olavista Nestor Forster para ser embaixador do Brasil nos Estados Unidos. A vaga era cotada para o deputado federal Eduardo Bolsonaro, mas a investida perdeu força depois da racha no antigo partido de Jair Bolsonaro, o PSL. Forster ainda precisa ser aprovado pelo plenário da Casa, que deve ocorrer na próxima semana.

Para o novo embaixador, a relação do Brasil com os Estados Unidos é única e de “amizade”. “Os EUA foi o primeiro país a reconhecer a independência do Brasil em 1824. O que às vezes não fica claro para a gente é que esta é a mais longeva relação de amizade, relação diplomática, que o Brasil tem no mundo. Nós não temos isso com nenhum outro país há tanto tempo”, declarou.

No início do ano passado, Forster foi promovido ao posto de ministro de primeira classe, tornando-se apto a assumir uma embaixada. Desde abril de 2019, o olavista teve participações em reuniões importantes do governo brasileiro nos Estados Unidos.

Em outubro, reportagem de Gustavo Uribe, na Folha de S. Paulo, afirmou que o diplomata era o primeiro nome cotado para a função que a escolha final se deu por “afinidade ideológica”.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.