terça-feira, 27 out 2020
Publicidade

Olavo de Carvalho divulga teoria da conspiração sobre prisão e delação de Queiroz e impeachment de Bolsonaro

Olavo de Carvalho compartilhou em seu Facebook nesta segunda-feira (30) uma nova teoria da conspiração que prevê a prisão de Fabrício Queiroz e uma delação que já estaria escrita para lastrear o pedido de impeachment de Jair Bolsonaro.

A tresloucada tese foi escrita em um comentário de suas publicações por um de seus doutrinados e ganhou o aval do guru, além de um destaque no feed do Facebook. Segundo Roger Dias, Jair Bolsonaro será “destruído” antes de colocarem o voto impresso em votação no Congresso.

“Quando [Rodrigo] Maia recentemente concordou com o Jair em colocar pra votação o voto impresso, é porque ele blefou com o presidente. Antes disso ele coloca o pedido de impeachment atraves de uma nova armação (SIC)”, afirma o olavista.

Acusado por Bolsonaro de usar o aparato de investigação do Estado contra o clã, o governador Wilson Witzel (PSC), segundo a tese, estaria com duas “balas de prata” para derrubar o presidente. “A primeira é a prisão do Queiroz, em que a delação premiada para acusar o presidente já está inclusive escrita, conforme denunciou em vídeo recente o amigo pessoal do presidente, o deputado Otoni de Paula”, diz o rapaz, referindo-se ao parlamentar fluminense que é tido como informante do clã presidencial.

A outra “bala de prata” seria a delação premiada dos assassinos da vereadora Marielle Franco (PSOL) para incriminar Bolsonaro, que será, segundo o olavista, divulgada em entrevista coletiva por Witzel.

A narrativa distribuída por Olavo termina com um lamento: “O Brasil não tem mais jeito. Eu não desejo essa vida de cachorro para um homem tão bom quanto o Bolsonaro. Nem ele e nem o Brasil merece isso”.

Atenção:

Publicado por Olavo de Carvalho em Segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Gabriella Sales
Gabriella Sales
Estudante de Jornalismo na ECA-USP e estagiária da Fórum.