Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de janeiro de 2020, 07h38

Olavo de Carvalho: “Nunca chamei o Alvim de nazista. Chamei de maluco e trouxa”

Nas redes, o guru ideológico do governo Bolsonaro confessa ter chamado seu doutrinado, que teria ficado magoado com as críticas de seu professor, de "maluco" para preservá-lo do rótulo de nazista

Olavo de Carvalho e Roberto Alvim (Montagem)

Ao deixar a Secretaria Especial de Cultura do governo Jair Bolsonaro após publicar um vídeo nazista nas redes sociais, na última sexta-feira (17), o diretor teatral Roberto Alvim teria dito a interlocutores que a maior mágoa que levaria foi o desprezo do seu guru, Olavo de Carvalho, que nas redes sociais havia dito que o seu doutrinado parecia não “estar bem da cabeça”.

Na noite deste sábado (18), após propagar a tese de que um “funcionário sacana” havia sabotado Alvim “enxertando” frase do ministro nazista Joseph Goebbels no discurso, Olavo foi às redes justificar suas palavras.

“Nunca chamei o Alvim de nazista. Chamei de maluco e trouxa. Se ele acha que a fama de nazista é menos danosa, ele prova que é essas duas coisas”, disse o guru.

Olavo ainda confessa ter chamado o diretor teatral de “maluco” para preservá-lo do rótulo de nazista. “Tudo o que eu disse dele foi para preservá-lo da injusta acusação de nazista. Ele não entendeu”.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum