domingo, 20 set 2020
Publicidade

Olavo de Carvalho: “Se eu fosse o guru do Bolsonaro, mereceria o Prêmio Imbecil Coletivo 2020”

A relação entre o astrólogo Olavo de Carvalho e o presidente Jair Bolsonaro continua sendo marcada por tapas e beijos. Apesar das declarações de apoio mútuo na maioria das vezes, de tempos em tempos também aparecem algumas rusgas.

Ultimamente, elas têm partido mais do astrólogo que do presidente, como aconteceu na noite desta sexta-feira (7), com mais um tuíte de Olavo criticando Bolsonaro com certa veemência.

“O Bolsonaro jogou no lixo a oportunidade de desarmar os comunistas. Agora eles estão mais fortes do que nunca e o humilham todos os dias. Se eu fosse realmente o guru dele, mereceria o Prêmio Imbecil Coletivo de 2020”, disse ele.

Em outra mensagem publicada nesta noite, o astrólogo dá nomes à fonte de sua decepção com o governo: o vice-presidente Hamilton Mourão e outros generais que cercam o presidente.

“Enquanto os bolsonaristas fiéis são oprimidos e desrespeitados, o general vice-presidente está lá trocando beijinhos com um homem do Foro de São Paulo, mostrando que tipo de proteção a nossa liberdade pode esperar das Forças Armadas”, escreveu Olavo.

Para finalizar, também disse que “se as Forças Armadas não nos defendem contra juízes comunistas opressores e golpistas, talvez elas ainda possam prestar algum  servicinho como empresa de transportes e de construção civil, mas querer que vejamos algum heroísmo nisso é palhaçada digna do Felipe Feto”.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).