Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de fevereiro de 2020, 14h01

ONG ligada a Damares vai tratar “crise de saúde mental” em aldeia indígena isolada na Amazônia

A entidade Jovens com uma Missão já foi expulsa pelo MPF do território suruwahá por "atividades proselitistas e discriminatórias"

Reprodução/Twitter

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, vai levar duas missionárias evangélicas da ONG Jovens com uma Missão (Jocum) para uma expedição na aldeia do povo suruwahá na Amazônia. O objetivo da viagem, segundo a pasta, é sanar uma “crise de saúde mental” entre os indígenas, que vivem em território isolado no bioma.

O governo alega que a crise teria teria causado cinco suicídios entre os indígenas em 2019. A etnia, também conhecida como zuruahã, soma pouco menos de 200 integrantes.

A Jocum é uma entidade missionária de origem americana e já foi expulsa do território suruwahá por praticar atividades “proselitistas e discriminatórias”, segundo o Ministério Público Federal (MPF).

A Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde, diz que as missionárias da ONG, Muwaji e Inikiru Suruwahá, também indígenas suruwahá, trabalhão como intérpretes. Ambas foram retiradas da aldeia por missionários da Jocum há 14 anos. Desde então, uma delas se tornou missionária evangélica, e a outra atua em campanhas promovidas pela organização.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum