Oposição se une por impeachment de Bolsonaro, vacina contra Covid e renda emergencial

PT, PSB, PDT, PSOL, PCdoB, e Rede divulgaram uma nota conjunta após reunião realizada nesta quarta-feira

O líder da Minoria na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), divulgou nesta quarta-feira (20) uma nota conjunta formulada pelos partidos de oposição ao governo Bolsonaro na Câmara em que PT, PSB, PDT, PSOL, PCdoB, e Rede defendem uma união de forças diante da atual situação do país.

Segundo a nota, os partidos “definiram uma linha de ação frente ao agravamento da crise no Brasil, marcada pela incapacidade do governo Bolsonaro em conter a pandemia, a falta de um plano de vacinação e a crise econômica e social que está sendo agravada pelo fim do auxílio emergencial”.

Os três pontos fundamentais, dessa forma, são o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, a viabilização de um programa de vacinação e o estabelecimento de um programa de renda emergencial.

As 6 tarefas fundamentais apresentadas na nota para alcançar esses objetivos são: fortalecimento da Plenária Nacional de Organização de Lutas Populares; apresentação de um novo pedido de impeachment contra Bolsonaro, motivado pela questão sanitária; mobilização pela volta imediata do Congresso Nacional; cobrança pela instauração de uma CPMI para investigar a gestão de Eduardo Pazuello; reunião com sindicatos para tratar sobre a saída da Ford do Brasil; e reunião com o embaixador da China para viabilizar os insumos necessários para o enfrentamento à pandemia.

Para os partidos, a omissão e a irresponsabilidade do governo Bolsonaro diante da pandemia “ficou mais evidente com as mortes e a falta de oxigênio em Manaus e outras cidades”.

José Guimarães exaltou a unidade. “Para enfrentar a grave crise vivida pelo nosso país, a oposição precisa estar unida, construindo a resistência e a mobilização pelo impeachment já”, afirmou.

Confira abaixo a nota, difundida por José Guimarães:

NOTA DOS PARTIDOS DA MINORIA E OPOSIÇÃO

OPOSIÇÃO UNIDA: Pelo impeachment, pela vacina e pela renda emergencial!

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (20), a Liderança da Minoria, da Oposição, lideranças partidárias na Câmara (PT, PSB, PDT, PSOL, PCdoB, e Rede) e os presidentes nacionais desses partidos definiram a linha de ação frente ao agravamento da crise no Brasil, marcada pela incapacidade do governo Bolsonaro em conter a pandemia, a falta de um plano de vacinação e a crise econômica e social que está sendo agravada pelo fim do auxílio emergencial.

1. Fortaleceremos a Plenária Nacional de Organização de Lutas Populares, com três pontos principais: vacina para todos, renda emergencial e imediata abertura do impeachment de Bolsonaro, organizada pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

2. Protocolaremos um novo pedido de impeachment motivado pela questão sanitária, na omissão e na responsabilidade do governo Bolsonaro com na pandemia, que ficou mais evidente com as mortes e a falta de oxigênio em Manaus e outras cidades.

3. Realizaremos na próxima terça-feira (26), às 14h, um ato no Salão Verde pedindo a volta imediata dos trabalhos no Congresso Nacional. O Congresso não pode parar frente ao agravamento da crise no país.

4. Reforçamos o pedido de CPMI para investigar o fiasco da gestão de Eduardo Pazuello à frente do Ministério da Saúde, que se omitiu no período mais crítico da saúde brasileira.

5. Na próxima quarta-feira (27), realizaremos uma reunião com sindicatos que participam da mobilização sobre a grave decisão de saída da Ford do Brasil, que atingiu fortemente os estados da Bahia, Ceará e São Paulo. O Brasil precisa voltar a criar empregos!

6. Frente à lamentável gestão diplomática do governo Bolsonaro, enviaremos uma carta à embaixada da China solicitando uma reunião com o embaixador na próxima semana. O objetivo é viabilizar os insumos necessários para o enfrentamento à pandemia.

“Para enfrentar a grave crise vivida pelo nosso país, a oposição precisa estar unida, construindo a resistência e a mobilização pelo impeachment já”, afirma José Guimarães (PT-CE), líder da Minoria, que coordenou a reunião.

Brasília, 20 de Janeiro de 2021.

José Guimarães
Líder da Minoria na Câmara dos Deputados
André Figueiredo
Líder da Oposição na Câmara dos Deputados
Carlos Zarattini
Líder da Minoria no Congresso Nacional
Enio Verri
Líder da Bancada do PT na Câmara dos Deputados
Alessandro Molon
Líder da Bancada do PSB na Câmara dos Deputados
Wolney Queiroz
Líder da Bancada do PDT na Câmara dos Deputados
Sâmia Bomfim
Líder da Bancada do PSOL na Câmara dos Deputados
Perpetua Almeida
Líder da Bancada do PCdoB na Câmara dos Deputados
Joênia Wapichana
Representante da REDE na Câmara dos Deputados
Gleisi Hoffman
Presidente do Partido dos Trabalhadores (PT)
Carlos Siqueira
Presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB)
Carlos Lupi
Presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT)
Juliano Medeiros
Presidente do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)
Luciana Santos
Presidente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB)
Pedro Ivo
Presidente da Rede Sustentabilidade (REDE) 

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR