Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
14 de novembro de 2019, 21h01

Oposição vai pressionar para derrubar MP que acaba com obrigatoriedade de diploma de jornalistas

Deputados do PT e do PCdoB prometem atender às reivindicações da Fenaj e buscar derrubar a MP do Programa Verde Amarelo

Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

A Medida Provisória 905/2019, do , que revoga a obrigatoriedade de registro para atuação profissional de jornalistas, publicitários, radialistas e outras 11 profissões, promete sofrer pressões da bancada do PT e do PCdoB. A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) rechaçou a medida adotada pelo governo Bolsonaro.

Em nota, a Fenaj classificou a MP como mais um ataque à profissão, aos profissionais e “ao produto da atividade jornalística: as notícias”. A entidade ainda apontou que, desde a posse na Presidência, o atual Governo tem atuado para deslegitimar e precarizar o exercício profissional da imprensa e o papel de jornalistas. Segundo levantamento publicado no dia 1º, Bolsonaro ataca jornalistas ao menos duas vezes por semana.

Entre os deputados que se manifestaram contra a medida estão Márcio Jerry (MA), vice-líder do PCdoB, que afirmou que a MP contém ilegalidades. “Governo Bolsonaro age para destruir Jornalismo com Medida Provisória inconstitucional. Total apoio para derrubarmos a MP!”, declarou.

Reginaldo Lopes (PT-MG) acusou o atual presidente de usar o poder para descaracterizar a carreira dos profissionais. “Revanchista, Bolsonaro passa a usar o poder das Medidas Provisórias para perseguir profissionais”, disse.

A proiliferação de fake news também foi citada por parlamentares como argumento para derrubar a MP. “É inaceitável a MP que desobriga registro profissional de jornalistas. A CPI das Fake News tem mostrado os crimes contra a democracia praticados no submundo das redes. Bolsonaro quer acabar com o jornalismo independente. Fenaj, conte conosco para derrubar essa medida”, afirmou Orlando Silva (PCdoB-SP).

Pressionado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deu a entender que pode promover alterações no texto. O ex-ministro Aldo Rebelo afirmou que se reuniu com Maia e Alcolumbre para pedir apoio ao veto. “Colhi das conversas a impressão de que são grandes as possibilidades de o Congresso devolver a parte da MP 905 que revoga a obrigatoriedade de registro para a profissão de jornalista”, afirmou.

“Ainda ontem falei com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, sobre a necessidade de o Congresso devolver a absurda MP 905/2019, que revoga a obrigatoriedade de registro para o exercício da profissão de jornalista. Argumentei com o presidente do Senado e com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que a revogação da exigência de registro para a profissão de jornalista tem objetivo de liberar, sem fiscalização, a ação criminosa nas redes sociais de fabricantes de fakes news”, relatou Rebelo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum