Osmar Terra volta a pressionar Anvisa às vésperas de decisão final sobre maconha medicinal

Proposta retorna à pauta da agência na próxima terça-feira (3) após pedidos de vista serem retornados

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, reservou sua terça-feira (26) para criticar a Anvisa e o diretor-geral da agência, William Dib, exatamente uma semana antes da votação final da regulamentação do uso da cannabis para medicamentos.

Em entrevista concedida ao jornalista Bruno Alfano, de O Globo, Terra disse que Dib “não entende nada do assunto” e “está ouvindo alguns interessados economicamente nisso ou está realmente querendo liberar a droga no Brasil”.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

“Isso está abrindo a porta para a liberação. Essa conversa de que vai ter um lugar controlado para fazer pesquisa é conversa fiada. Qualquer permissão que tu der para plantio de substâncias que são proibidas abre a porta para a legalização. Mesma coisa para a cocaína, se permitir a plantação de coca no Brasil. A mesma coisa em relação à heroína, ao ópio, se permitir a plantação da papoula no Brasil”, afirmou Terra.

Além da conversa, o ministro usou as redes sociais para exercer pressão. Ele fez uma postagem afirmando que o presidente da agência estaria “em desespero” e “tenta apressar de todas formas a liberação do plantio da maconha no Brasil”. “É o lobby da maconha funcionando a todo vapor”, afirmou.

A avaliação da proposta sobre regulamentação do canabidiol foi avaliada pela diretoria da agência inicialmente no dia 15 de outubro, mas foi postergada após dois diretores pedirem vistas. Na reunião desta terça-feira, ambos sinalizaram que estão com os votos prontos, permitindo o retorno do projeto à pauta.

Dib chegou a sugerir que a proposta fosse avaliada no mesmo dia, mas foi convencido a adiar para a próxima terça-feira (3) para dar publicidade à pauta.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR