Fórumcast, o podcast da Fórum
14 de julho de 2019, 21h16

Pai bolsonarista ataca e expõe filha médica em redes sociais porque ela apoiou Haddad

Marcos Souza Castro ainda divulgou a postagem várias vezes em suas redes sociais para "alcançar 1 milhão de visualizações" e gravou um vídeo dizendo que preferiu a exposição pública da filha, em vez de uma conversa em família, porque ela não o ouviria

O professor Marcos Souza Castro, que expôs filha em redes sociais (Reprodução)

Eleitor de Jair Bolsonaro e apoiador de Sergio Moro, o professor de idiomas Marcos Souza Castro expôs a própria filha nas redes sociais para ser atacada por bolsonaristas por ela ser de esquerda.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Na publicação no Facebook, feita na manhã de sexta-feira (12), Castro coloca fotos de perfil das redes sociais da filha com emblemas de “Haddad presidente” e da campanha #elenão “Brasil contra Bolsonaro” e relata: “Jamais imaginei que teria um dia uma FILHA tão idiota”.

(Reprodução)

Ele próprio formado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), atribui à instituição pública de ensino ter transformado a filha “nisso aí, um monte de estrume perfumado pelo catinga de Vênus”.

Viúvo, o professor diz ainda que se a mãe da filha, que é formada em Medicina, estivesse viva “vomitaria de desgosto vendo tanta falta de discernimento”.

“Podem e devem divulgar à vontade”, finaliza o professor na publicação que viralizou entre bolsonaristas, com mais de 13 mil compartilhamentos até a noite deste domingo.

Veja também:  Globo torce por privatizações de Bolsonaro e escala "especialistas" para falar sobre "eficiência"

Marcos Souza Castro ainda divulgou a postagem várias vezes em suas redes sociais para “alcançar 1 milhão de visualizações” e gravou um vídeo dizendo que preferiu a exposição pública da filha, em vez de uma conversa em família, porque ela não o ouviria. No vídeo, ele compara a médica a outros dois filhos, um que é juiz de Direito na região de Araçatuba, interior de São Paulo, e outra que trabalha na Advocacia-Geral da União.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum