terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

Pai de ministro de Bolsonaro é denunciado por desvio de 3,7 milhões de reais

O pai do ministro das Comunicações, Fábio Faria, o ex-governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, foi denunciado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) por participação em um esquema que desviou cerca de R$ 3,7 milhões da Assembleia Legislativa do RN.

Segundo as investigações, o crime foi cometido pelo ex-governador e outros nove réus na Assembleia Legislativa entre os anos de 2008 e 2010, período em que Robinson ocupava a cadeira de presidente da ALRN.

De acordo com o MP, o ex-secretário administrativo da ALRN Rodrigo Marinho Nogueira Fernandes contava com o apoio de outro servidor da Casa, que era responsável por arregimentar servidores fantasmas. Estes eram inseridos na folha de pagamento da Assembleia Legislativa. Os funcionários fantasmas serviam para desviar dinheiro público, segundo o MP.

O MP diz que Rodrigo Marinho usou parte do dinheiro desviado para pagar salários de empregados e insumos de um haras turístico de propriedade dele.

Em nota, a defesa do ex-governador afirmou que “através de uma nova denúncia incapaz de descrever qualquer conduta criminosa por parte de Robinson, a acusação demonstra novamente toda sua determinação em vinculá-lo a qualquer custo a imaginadas irregularidades ocorridas entre os anos de 2008 e 2010”.

Assinada pelos advogados José Luis Oliveira Lima e Daniel Kignel, a nota diz ainda que a “defesa tem total confiança de que esta nova acusação, absolutamente infundada, será rejeitada pelo Poder Judiciário”.

Com informações do G1

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.