Pandemia agrava crise e fechamento de vagas com carteira assinada tem recorde histórico em abril

Dados do Caged, divulgados pelo Ministério da Economia, mostram que a economia brasileira fechou 860.503 empregos com carteira assinada em abril deste ano, o pior resultado desde o início da série histórica

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério da Economia, mostram que a economia brasileira fechou 860.503 empregos com carteira assinada em abril deste ano, o pior resultado desde o início da série histórica da Secretaria Especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia em 1992.

Essa é a primeira divulgação dos dados sobre empregos formais relativo ao ano de 2020. A estatística, que costumava ser mensal, estava suspensa desde o início do ano após mudanças de metodologia e dificuldades do governo em receber dados das empresas por conta da pandemia.

Em janeiro e fevereiro, antes da crise de saúde pública, o país criou 338 mil vagas. Em março e abril, já sob efeito de medidas restritivas nas cidades, com fechamento de comércio e empresas, o saldo de empregos foi negativo em 1,1 milhão.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR