Pandemia agrava crise e fechamento de vagas com carteira assinada tem recorde histórico em abril

Dados do Caged, divulgados pelo Ministério da Economia, mostram que a economia brasileira fechou 860.503 empregos com carteira assinada em abril deste ano, o pior resultado desde o início da série histórica

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério da Economia, mostram que a economia brasileira fechou 860.503 empregos com carteira assinada em abril deste ano, o pior resultado desde o início da série histórica da Secretaria Especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia em 1992.

Essa é a primeira divulgação dos dados sobre empregos formais relativo ao ano de 2020. A estatística, que costumava ser mensal, estava suspensa desde o início do ano após mudanças de metodologia e dificuldades do governo em receber dados das empresas por conta da pandemia.

Em janeiro e fevereiro, antes da crise de saúde pública, o país criou 338 mil vagas. Em março e abril, já sob efeito de medidas restritivas nas cidades, com fechamento de comércio e empresas, o saldo de empregos foi negativo em 1,1 milhão.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR