terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

Para Moro, tentativa de envolver Bolsonaro no caso Marielle “é um disparate”

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse em entrevista ao Jornal da CBN, na manhã desta quinta-feira (21), que a mudança de versão no depoimento do porteiro do condomínio do presidente Jair Bolsonaro indica uma fraude contra ele no processo. Há “um possível envolvimento fraudulento do nome do presidente”, disse.

“Vendo esse novo episódio em que se busca politizar a investigação indevidamente, a minha avaliação […] é que o melhor caminho é a federalização”, insistiu Moro.

O ministro da Justiça destacou que investigação já dura um bom tempo e não chega ao final. “Não é um demérito das autoridades estaduais, mas é uma avaliação objetiva de que o melhor para esse caso seja a federalização”, diz.

Ele disse ainda que o envolvimento do nome do presidente no caso Marielle “é um total disparate”.

Sobre as duras críticas realizadas por Lula, o ministro afirmou que “o ex-presidente faz parte do meu passado” e que não quer entrar em bate-boca, mas destacou que todo político processado se disse vítima de corrupção. “É muito fácil dizer que é perseguição política, difícil é explicar os fatos”, afirmou.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.