Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de janeiro de 2020, 11h20

Para se solidarizar com Véio da Havan, Bolsonaro usa camisa com logo de empresa condenada por corrupção

A empresa de transportes pertence à família do senador Acir Gurgacz (PDT-RO), condenado à prisão por desvio de dinheiro

Reprodução/Twitter
Ao prestar solidariedade a Luciano Hang, após um incêndio destruir a estátua de uma de suas lojas Havan nesta quarta-feira (1), o presidente Jair Bolsonaro vestiu a camisa do Cascavel, time patrocinado pela Viação Eucatur. A empresa de transportes pertence à família do senador Acir Gurgacz (PDT-RO), condenado à prisão por desvio de dinheiro de um empréstimo concedido ao empreendimento.
Gurgacz foi condenado pelo STF a quatro anos e seis meses de prisão. Ele cumpriu parte da pena em regime semiaberto e o restante em regime aberto. No entanto, mesmo condenado, ele continua a participar das sessões do Senado. A informação foi levantada pelo repórter Leandro Prazeres, do jornal O Globo.
O empréstimo foi concedido a Gurgacz foi concedido entre 2003 e 2004, junto ao Banco da Amazônia. O senador sustentava que o objetivo era renovar a frota e, para isso, o banco liberou 1,5 milhão de reais. No entanto, cerca de um terço do valor teria sido desviado.
Na quarta, Bolsonaro publicou a foto nas redes sociais junto com a legenda: “ao empreendedor Luciano Hang, a nossa solidariedade”. O Véio da Havan é acusado de financiar a rede de fake news durante a campanha eleitoral do atual presidente e patrocinar de faixas com insultos ao Lula que são levadas por aviões no litoral catarinense.
 

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum