No rastro do crime ambiental nas praias do Nordeste
05 de julho de 2019, 12h51

Parlamentares criticam Moro nas redes sociais após novos vazamentos

Os novos vazamento divulgados pela edição desta sexta-feira (5) da Revista Veja gerou reações em parlamentares da oposição e do chamado centrão.

Os novos vazamentos divulgados pela edição desta sexta-feira (5) da Revista Veja gerou reações em parlamentares da oposição e do chamado centrão. A notícia que expõe ainda mais Sergio Moro como comandante da força-tarefa da Lava Jato virou o assunto principal do Twitter nesta manhã.

A deputada Margarida Salomão (PT-MG), uma das que mais usou as redes para comentar sobre o caso, destacou a ilegalidade das conversas e a confirmação da veracidade dada pelo apresentador Fausto Silva. “Eu não ligo para o fato de Faustão ter ‘dado conselhos’ ou não para Moro. Importa que Faustão confirmou que esse diálogo existiu, o que mais uma vez prova que os dados divulgados por The Intercept Brasil, Folha e Veja são absolutamente verdadeiros”, publicou.

O deputado federal Nelson Trad (PSD-MS), mais próximo do chamado centrão, fez uma análise jurídica do caso. “A legalidade é impessoal porque não faz distinção entre as pessoas na missão (sagrada) de fazer Justiça. E quem fecha os olhos para a imparcialidade só pra satisfazer sua simpatia ou antipatia política? Estes são espíritos em formação, imaturos e que precisam experimentar mais a angústia da vida para se tornar dignos da condição humana”, tuitou.

Por conta da declaração, Trad foi atacado por bolsonaristas e lamentou. “Quando saio um milímetro da cartilha da extrema direita ou da extrema esquerda, sou impiedosamente criticado nas redes. Quer dizer que só serei elogiado se eu deixar de pensar por mim mesmo e me transformar em um bolsominion ou esquerdopata? Sou mais eu e minha liberdade”, disse. O deputado é filho do senador Nelson Trad, que também foi alvo de bolsonaristas após questionar Moro sobre Laura Tessler no Senado.

Outro que usou as redes para comentar o caso foi o senador Renan Calheiros (MDB-AL). O polêmico ex-presidente do Senado considerou repugnante o conteúdo das conversas. “Tramoias mostradas por Veja e The Intercept Brasil revelam pantanoso sistema particular e eleitoral combinado entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol. Repugnante porque parece sindicato do crime. Eles seguem obstruindo a verdadeira investigação. Até quando?”, afirmou.

Renato Rovai, editor da Fórum, comenta no vídeo abaixo essa nova reportagem da parceria The Intercept e Veja. Assista:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum