Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de janeiro de 2020, 19h07

Parlamentares de oposição criticam mudança nos livros didáticos anunciada por Bolsonaro

"O farsante precisa ser execrado publicamente. Omissos que me desculpem mas basta de estupidez", declarou o deputado Ivan Valente (PSOL-SP)

Bolsonaro (Foto: Reprodução)

A fala do presidente Jair Bolsonaro dizendo que pretende “suavizar” livros didáticos gerou indignação entre parlamentares da oposição. Pelas redes sociais, a declaração foi criticada nesta sexta-feira (3).

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) foi um dos que usou as redes para criticar o presidente. “Bolsonaro, o energúmeno, diz que todos os livros didáticos são lixo e ‘que não tem essa de ideologia e de Paulo Freire’. Este boçal que só leu gibi do pato Donald, quer ser o pedagogo do Brasil”, afirmou.

“O farsante precisa ser execrado publicamente. Omissos que me desculpem mas basta de estupidez”, completou.

A deputada federal Sâmia Bonfim (PSOL-SP) também foi às redes e ironizou o ex-capitão. “Se Jair Bolsonaro seguir nesse ritmo, em breve estará incentivando os brasileiros a comerem capim assim como ele”, disse.

Durante entrevista na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse: “Tem livros que vamos ser obrigados a distribuir esse ano ainda levando-se em conta a sua feitura em anos anteriores. Tem que seguir a lei. Em 21, todos os livros serão nossos. Feitos por nós. Os pais vão vibrar. Vai estar lá a bandeira do Brasil na capa, vai ter lá o hino nacional. Os livros hoje em dia, como regra, é um amontoado… Muita coisa escrita, tem que suavizar aquilo”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum