Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de abril de 2019, 14h39

Parlamentares querem convocar general Santos Cruz para explicar vídeo que enaltece ditadura

Assessoria de imprensa afirmou que o Planalto não irá se pronunciar. Deputados querem identificar se dinheiro público bancou a produção do conteúdo alusivo à ditadura militar

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os deputados Ivan Valente (PSOL-SP) e Erika Kokay (PT-DF) apresentarem requerimentos à Câmara dos Deputados e uma ação à PGR (Procuradoria-Geral da República) para que o general Carlos Alberto Santos da Cruz, ministro da Secretaria de Governo, explique a origem e responsabilidade pela produção de um vídeo alusivo à ditadura militar veiculado pelo WhatsApp oficial da Presidência da República, no dia 31 de março de 2019.

Na ação do PSOL à PGR, o partido pede que seja apurado a responsabilidade do presidente Jair Bolsonaro sobre o fato. O partido toma por base a fala do vice-presidente Hamilton Mourão, que afirmou ser de responsabilidade do presidente a ordem para produção do vídeo apócrifo.

Para Kokay os fatos são graves e merecem esclarecimentos por parte do Governo sobre se recursos públicos bancaram a produção do conteúdo. Valente advoga que quando um governo se coloca em posição de uso antiético e inconstitucional de uma ferramenta de comunicação, deve inevitavelmente dar explicações ao Congresso.

No requerimento de Kokay o pedido é de convocação de Santos Cruz à Câmara, que, caso seja aprovado o ministro é obrigado a comparecer ao parlamento.

No domingo a assessoria de imprensa do Planalto afirmou que não iria se pronunciar. “Sobre o vídeo a respeito do dia 31 de março, ele foi divulgado por meio de nosso canal oficial do governo federal no WhatsApp. O Palácio do Planalto não irá se pronunciar”, limitou-se a dizer de forma autoritária a nota do governo.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum