#Fórumcast, o podcast da Fórum
30 de setembro de 2019, 14h48

Partido de Bolsonaro montou esquema ilegal com policiais durante campanha eleitoral

Policiais na ativa eram contratados para atuar no contra-turno, o que é vedado pela legislação

Foto: Reprodução

O Diretório Nacional do PSL contratou 64 policiais civis e militares ativos para atuar em serviços de segurança privada durante a campanha eleitoral, prática vedada pela legislação. O partido de Jair Bolsonaro gastou mais de R$ 50 mil nestes serviços. A atuação irregular de policiais em segurança privada durante o contra-turno é vista como um dos braços da milícia.

Segundo levantamento de Felipe Bächtold e Italo Nogueira, da Folha, com base nos dados revelados pelo PSL no TSE, foram 64 agentes públicos de segurança contratados para atuar no contra-turno. Mais de cem diárias foram pagas, totalizando R$ 50 mil vindos do fundo partidário do PSL e com receitas de campanha. As diárias eram de R$ 500, incluindo alimentação e transporte.

Além destes 64, há um ex-PM que foi expulso da corporação após ser acusado de cobrar propina de traficantes da Rocinha. O ex-cabo Claudio Botelho chegou a ser absolvido, mas não reverteu o desligamento.

Os contratos foram assinados por Gustavo Bebbiano, ex-presidente da sigla e ex-ministro, que coordenou a campanha de Jair Bolsonaro.

Os policiais contratados informavam documentalmente que estavam prestando o serviço “com autorização legal”, no entanto, a atuação de PMs e policiais civis como segurança privado é estritamente proibida. Isso está explicitado nos estatutos dos policiais civis e militares do Rio de Janeiro exigem dedicação exclusiva.

Os serviços de segurança privada no contra-turno de oficiais são uma das formas pelas quais as milícias se sustentam.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum