Partido de Edir Macedo vai abrir candidatos de Bolsonaro nas eleições municipais

Junto com o PRTB - partido do vice, General Hamilton Mourão, que é presidido pelo homem do aerotrem, Levy Fidelix -, o Republicanos está disposto a abrigar os candidatos de Bolsonaro, que depois migrariam para o Aliança Pelo Brasil, quando a sigla for oficializada

O Republicanos, partido comandado pelo bispo da Igreja Universal e dono da Rede Record, Edir Macedo, vai abrigar os candidatos de Jair Bolsonaro nas eleições municipais deste ano, já que a possibilidade do Aliança pelo Brasil se oficializar a tempo está cada dia mais distante, depois que a sigla do presidente teve apenas 3 mil assinaturas – das 490 mil necessárias – validades pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“É um risco, porém calculado. O combinado não sai caro. Há também o risco de gostarem do partido e optarem por ficar. Por que não?”, disse o deputado Marcos Pereira, presidente do Republicanos e pastor licencidado da Universal, ao jornal O Globo.

Junto com o PRTB – partido do vice, General Hamilton Mourão, que é presidido pelo homem do aerotrem, Levy Fidelix -, o Republicanos está disposto a abrigar os candidatos de Bolsonaro, que depois migrariam para o Aliança Pelo Brasil, quando a sigla for oficializada.

“Aqui nós somos um partido verde e amarelo. O verde é uma sala e o amarelo é outra. Eu tenho a segurança de que, no futuro, uma sala possa estar com algumas pessoas a mais ou a menos, mas todos estarão sob o mesmo teto. Que venham, estamos de braços abertos”, disse Fidelix, que vê com normalidade o uso da legenda, pelo fato de ter como afiliado o vice-presidente brasileiro.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR