Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
31 de janeiro de 2020, 10h43

Passagem de Bolsonaro por hospital foi para fazer vasectomia

Ao contrário de outras vezes em que passou por procedimentos médicos, o Planalto não emitiu nota oficial

Bolsonaro no hospital Albert Einstein (Foto: Twitter)

Está resolvido o mistério. A razão da passagem relâmpago do presidente Jair Bolsonaro, 64 anos, ao hospital, na noite desta quinta-feira (30) foi para se submeter a uma vasectomia, procedimento médico de esterilização para homens que não desejam ter mais filhos biológicos.

A cirurgia foi feita no Hospital das Forças Armadas (HFA). Esta é a segunda vez que o presidente se submete a esse procedimento. Ele desembarcou, vindo de Minas Gerais de volta à Brasília, às 18 horas e seguiu direto para o HFA para se submeter à cirurgia.

Ao contrário de outras vezes em que passou por procedimentos médicos, o Planalto não emitiu nota oficial. Auxiliares do presidente, limitaram-se a dizer que ele havia ido fazer exames e a orientação era de manter sigilo sobre a ida ao hospital. Quando saiu do hospital, antes das 20h30, o presidente fez questão de caminhar até o carro. Fez isso lentamente e com um dos braços apoiado sobre um assessor.

Durante a campanha presidencial, em 2018, Bolsonaro postou um vídeo no qual aparecia ao lado da filha, Laura, hoje com dez anos, e relatou, em tom de emoção, que desfez uma vasectomia para que a mulher, Michelle de Paula, pudesse engravidar.

Com informações do Estadão


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum