Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de fevereiro de 2019, 09h14

Paulinho da Força é suspeito de liderar desvios no Ministério do Trabalho

Deputado foi apontado entre 26 suspeitos de desvio de contribuições sindicais. O MPF, agora, decidirá se denuncia os envolvidos. Os fatos foram investigados entre 2016 e 2018, no governo de Michel Temer

Paulinho da Força. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal apontou 26 suspeitos de fazer parte de uma organização criminosa que desviava recursos de contribuições sindicais no extinto Ministério do Trabalho, informa reportagem de Fábio Fabrini, na edição desta segunda-feira (18) da Folha de S.Paulo.

O deputado federal Paulo Pereira da Silva (SP), o Paulinho Força Sindical, presidente nacional do Solidariedade, está entre os implicados. Também estaria envolvido o advogado Tiago Cedraz, filho do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Aroldo Cedraz. Paulinho da Força é suspeito de liderar o esquema.

As conclusões estão no relatório final de inquérito investigado nas fases 4 e 5 da Operação Registro Espúrio, remetido na última segunda-feira (11) ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O Ministério Público Federal (MPF), agora, decidirá se denuncia os envolvidos. Os fatos foram investigados entre 2016 e 2018, no governo de Michel Temer, informa o jornal.

A Folha informa ter procurado as assessorias de Paulinho da Força e do escritório de Tiago Cedraz, que não se pronunciaram até a publicação da matéria.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum