sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Paulo Coelho: Bolsonaro tem medo de ser esquecido se não disser algo absurdo uma vez por dia

O escritor Paulo Coelho usou o Twitter para rebater Jair Bolsonaro, que ofendeu o educador Paulo Freire. Na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, nesta segunda (16), o presidente disse que o patrono da educação brasileira era um “energúmeno, possuído pelo demônio e idolatrado pela esquerda”.

“O presidente tem medo de ser esquecido pelas bases se não disser algo absurdo 1 vez por dia (hj foi o Paulo Freire). Declarações planejadas com muito cuidado nos subterrâneos do Planalto”, tuitou Paulo Coelho.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Nefasto

A viúva do educador, Ana Maria Freire, já havia se manifestado contra as declarações de Bolsonaro. Ela afirmou que esse tipo de crítica não é “postura de um presidente”. “Paulo está lá sossegado no lugar dele, está lá no céu. Bolsonaro é um homem sem nenhum pudor, sem nenhum caráter, sem nenhuma autocensura. É um homem nefasto, uma coisa absolutamente terrível”.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.