Paulo Coelho resgata tuíte de Aécio Neves comemorando impeachment de Dilma: “Só para não deixar esquecer”

Diante da repercussão da convocação por Bolsonaro de atos pedindo um novo AI-5, Paulo Coelho fez questão de lembrar onde tudo começou

Mesmo distante fisicamente, morando na Suíça, o escritor Paulo Coelho tem se mostrado um observador atento do cenário político brasileiro e, vez ou outra, tem resgatado memórias nas redes sociais que remontam ao processo que levou Jair Bolsonaro ao poder.

Nesta quarta-feira (26), diante da repercussão da convocação por Bolsonaro de ato defendendo o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF), Paulo Coelho fez questão de “não deixar esquecer” onde tudo começou, retuitando uma publicação de Aécio Neves no dia 17 de abril de 2016.

No tuíte, o tucano, que levantou suspeitas sobre o processo eleitoral de 2014, quando foi derrotado por Dilma Rousseff, comemora o impeachment da presidenta petista. “Vitória do impeachment. Vitória dos brasileiros e da democracia. #ImpeachmentJá!”.

Atuante no processo que levou ao golpe de 2016, Aécio desapareceu do cenário político, com pouca presença na Câmara Federal e nenhuma nas redes. No Twitter, a última publicação do tucano é de 2 de setembro de 2018, ainda durante a tímida campanha que o levou de volta ao legislativo federal.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.