#Fórumcast, o podcast da Fórum
05 de setembro de 2019, 22h13

Paulo Guedes chama ofensa a Brigitte Macron de “brincadeira” e pede desculpas

Ministro da Economia defendeu Bolsonaro com relação à ofensa machista e ainda reforçou o ataque contra a primeira-dama francesa: "É feia mesmo"

Paulo Guedes, ministro da Economia (Jefferson Rudy/Agência Senado)

Após a repercussão negativa por conta da declaração proferida nesta quinta-feira (5), o ministro da Economia, Paulo Guedes, resolveu pedir desculpas. Em palestra realizada em Fortaleza (CE) mais cedo, Guedes fez pouco caso das declarações polêmicas e preconceituosas de Jair Bolsonaro e resolveu debochar, assim como fez o presidente brasileiro, da primeira-dama da França, Brigitte Macron.

“É tudo verdade. O presidente Jair Bolsonaro falou mesmo, e é verdade mesmo, a mulher é feia mesmo”, declarou Guedes, reforçando o comentário machista de Bolsonaro.

Via assessoria de imprensa, Guedes tentou se redimir e chamou a ofensa contra a primeira-dama francesa de “brincadeira”.

“Paulo Guedes pede desculpas pela brincadeira feita hoje em evento público em Fortaleza, quando mencionou a primeira-dama francesa Brigitte Macron. A intenção do ministro foi ilustrar que questões relevantes e urgentes para o país não têm o espaço q deveriam no debate público. Não houve qualquer intenção de proferir ofensas pessoais”, diz a nota.

A fala de Guedes repercutiu mal e foi um dos assuntos mais comentados das redes sociais nesta quinta-feira (5). Uma das figuras públicas que comentou o caso foi o jornalista Guga Chacra, da GloboNews.  “Inacreditável. Normalizaram a falta de educação e o desrespeito. O ministro da Economia ataca a primeira-dama da França. Sério, o que houve c/ o Brasil? Que vergonha. Que desastre”, escreveu Chacra pelo Twitter.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum