Paulo Guedes pedes desculpas e agora diz que sua avó foi empregada doméstica

Pedido de desculpas foi em evento com a presença de Bolsonaro

Na presença do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) e do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, o ministro da Economia Paulo Guedes pediu desculpas às empregadas domésticas, nesta quinta-feira (20), em seu discurso no lançamento do Crédito Imobiliário com taxa fixa da Caixa Econômica Federal.

“Quando fazemos política econômica, pensamos em todos os brasileiros e, particularmente, nos mais humildes. E aquele modelo antigo, com juros lá em cima, transformava os empresários e empreendedores brasileiros em rentistas. Em vez de fazerem investimentos, criarem empregos, rentistas”, disse.

“E justamente também as famílias mais humildes, empregadas domésticas, inclusive, a quem eu peço desculpas, se puder ter ofendido, dizendo que a mãe do meu pai foi uma empregada doméstica”, reiterou.

Parasitas e domésticas

Depois de chamar servidores públicos de “parasitas”, o ministro da Economia, Paulo Guedes, resolveu atacar as empregadas domésticas.

Em um discurso permeado pelo preconceito de classe, feito no Seminário de Abertura do Ano Legislativo da Revista Voto, em Brasília, Guedes disse que o dólar alto “é bom para todo mundo” e que em outros tempos, quando a economia brasileira estava melhor e o real mais valorizado, era uma “festa danada”, pois empregadas domésticas iam à Disneylândia.

Com informações do UOL

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR