Paulo Pimenta defende prisão e delação para Dallagnol e Moro: “O primeiro que for pego vai abrir a boca”

"Têm que ser presos logo e oferecer uma delação para eles. Porque eles todos são muito covardes", disse o deputado ao comentar novas conversas da Operação Spoofing

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) defendeu, em entrevista ao Fórum Café na manhã desta sexta-feira (5) a prisão e o oferecimento de delação premiada ao procurador Deltan Dallagnol, ao ex-ministro Sergio Moro e outros membros da “organização” Lava Jato, após revelação de novas conversas apreendidas pela Operação Spoofing, incluindo um áudio onde o chefe da força-tarefa de Curitiba combina com a juíza Gabriela Hardt a sentença de condenação do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia.

Notícias relacionadas

“Têm que ser presos logo e oferecer uma delação para eles. Porque eles todos são muito covardes, o que a gente pode ver pelas mensagens. E aí o primeiro que for pego vai abrir a boca”, disse o deputado.

Pimenta ainda elencou uma série de perguntas que podem ser feitos aos membros da Lava Jata e ao ex-ministro de Bolsonaro, responsável pela condenação de Lula no caso do Triplex do Guarujá, sentença que foi usada como base pela sucessora, Gabriela Hardt, para condenar o ex-presidente no caso do sítio de Atibaia.

“Imagine uma delação: A serviço de quem vocês estavam? Qual a relação de vocês com os EUA? Quem fazia a relação com os EUA e a Suíça? Quanto vocês receberam e como você iriam dividir os R$ 2,5 bilhões [do acordo da Petrobras nos EUA]? Qual a relação de vocês com as petroleiras americanas para mudar a lei do pré-sal para ajudar a quebrar a Petrobras? Como vocês foram atrás da história da JBS? Como pretendiam enriquecer com os esquemas das palestras? Desde quando sabiam que Moro seria ministro da Justiça? Quando Moro vazou a delação de Palocci, ele sabia que seria convidado [para o Ministério]? Qual a relação de vocês com Bolsonaro?”, listou Pimenta sobre perguntas que devem ser respondidas pelos membros da Lava Jato.

Assista a entrevista

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR