sexta-feira, 25 set 2020
Publicidade

Paulo Pimenta desafia Moro a quebrar seu sigilo do Telegram e Whatsapp e oferece o dele como contrapartida

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) desafiou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, a abrir mão de seus sigilos digitais para saber se ele conservou com procuradores nos dias que antecederam ao pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula.

“Abro mão de todos os meus sigilos. Desafio o Dr. Sérgio Moro a assinar junto comigo agora. Eu assino o meu na hora”, disse o parlamentar. “Outra coisa: dez deputados perguntaram se a PF e o Coaf estão investigando o Glenn e até agora Moro não respondeu. Determinou ou não determinou?”

Sobre o pedido de Pimenta, Moro disse que assinar o documento “seria puro teatro”. Justificou que seu celular já foi entregue à PF e as mensagens de seu aparelho já não estaria mais na nuvem.

No dia 8 de julho de 2018, o desembargador Rogério Favreto atendeu a um pedido de liberdade feito por deputados federais do PT em favor de Lula. Naquela época Moro estava de férias e interviu na decisão, recomendando ao presidente do TRF4 que não autorizasse a soltura.

George Marques
George Marques
Jornalista e Relações Públicas pela Faculdade JK de Brasília. É também especialista em comunicação pública e comunicação política no legislativo, tendo já sido indicado ao Prêmio Comunique-se de Jornalismo Político. Já trabalhou na cobertura de política para o site The Intercept Brasil e Metrópoles. É colunista da Fórum.