Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de julho de 2019, 07h59

Paulo Pimenta e Wadih Damous vão denunciar novamente Dallagnol ao CNMP sobre lucro com palestras

Na época, os deputados fizeram a denúncia, que agora é revelada pela Vaza-Jato, mas o CNMP arquivou o assunto

Foto: Reprodução/Twitter Paulo Pimenta

Após as novas denúncias da Vaza-Jato, os deputados federais Paulo Pimenta (PT-RS) e Wadih Damous (PT-RJ) vão voltar ao Conselho Nacional do Ministério Público para denunciar os procuradores federais Deltan Dallagnol e Robson Pozzobom.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

De acordo com novos vazamentos, os procuradores teriam montado plano de negócios de eventos e palestras para lucrar com a fama e contatos obtidos durante as investigações da Lava-Jato.

“Na época quando eu e @wadih_damous denunciamos os incautos acharam exagero. Afinal de contas, ele só queria promover a cidadania e o combate a corrupção. E agora ?? #VazaJato Voltaremos ao CNMP para que toda verdade seja esclarecida e possamos saber quanto e como ele recebeu”

A intensa atividade de Deltan como palestrante chamou a atenção da imprensa e levou os deputados federais a pedirem abertura de um procedimento disciplinar no Conselho Nacional do Ministério Público.

O requerimento, porém, foi arquivado, pois o órgão entendeu à época que as palestras se enquadravam como atividade docente, o que é permitido por lei, e ressaltou que grande parte dos recursos era destinada a instituições filantrópicas.

O editor da Fórum, Renato Rovai, comenta as novas denúncias da Vaza-Jato com esquema de vendas de palestras do procurador Deltan Dallagnol:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum