Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de julho de 2019, 10h11

Pavão Misterioso: Zé de Abreu e Gloria Perez brigam no Twitter

"Você é muito canalha!", escreveu Gloria Perez a José de Abreu depois que o ator repercutiu a reação positiva da novelista ao retorno do perfil de fake news "Pavão Misterioso", que seria controlado por Carlos Bolsonaro

Reprodução

O retorno do perfil “Pavão Misterioso”, página conhecida por divulgar fake news e que seria controlada pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), vem causando discussões nas redes sociais. Uma delas é entre o ator José de Abreu e a novelista Gloria Perez, ambos da Globo.

Abreu, que assume publicamente seu posicionamento à esquerda no espectro político, repercutiu a reação positiva de Gloria Perez ao retorno da página Pavão Misterioso, que reapareceu neste sábado (6) com prints aparentemente falsos de conversas entre Glenn Greenwald e Leandro Demori, do The Intercept Brasil, David Miranda (PSOL-RJ), que é marido de Greenwald, além do deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e do ex-deputado Jean Wyllys.

“Uau! O sábado começou animado, com a volta do pavão!”, havia postado a novelista antes da reação de Abreu. “O Brasil está tão doido que vemos Guilherme de Padua e Gloria Perez apoiando o mesmo espectro político! Que tempos!”.

Nas conversas divulgadas, os citados tecem críticas ao jornalista Mario Sabino, do site O Antagonista, falam sobre uma suposta “compra” do mandato de Jean Wyllys por Miranda e Greenwald e se articulam contra uma suposta perda de credibilidade das reportagens da Vaza Jato.

A novelista, então, rebateu. “Você é muito canalha! Não vou revidar lembrando sua tragédia pessoal. É Block e mais nada!”, escreveu Perez.

Pavão desmascarado 

O retorno do Pavão Misterioso, tão comemorado por parte da direita, só durou algumas poucas horas, até ser desmentido das mais diferentes formas.

Numa delas, um usuário chamado @cu_ack publicou vídeo curto com um teste que realizou: provou na seção “esqueceu a senha” do Twitter com o login de usuário do próprio Pavão Misterioso (@oppavaomisterio), e depois com o número que se atribuiu ao editor do The Intercept, Leandro Demori (61998754740). Nos dois casos, o resultado é o mesmo, pedindo para enviar uma mensagem de texto para um celular com número terminado em 40, ou para enviar link para o email op***************@h******.*** .

Ou seja, salvo uma incrível coinscidência nos dígitos finais do celular, o número que o Pavão Misterioso afirma ser de Demori poderia ser do próprio Pavão.

Outra evidência de que os prints são forjados está nas fotos utilizadas para o perfil dos citados no Telegram. Todas as imagens são, na verdade, fotos de divulgação encontradas facilmente com uma pesquisa no Google.

Tudo indica que os administradores da página Pavão Misterioso tenham cadastrado chips telefônicos com os nomes das pessoas que queriam atacar, mas se esqueceram de usar outro número de telefone para cadastrar junto ao email da conta no Twitter.

Nas conversas supostamente forjadas que foram divulgadas pelo Pavão, os citados tecem críticas ao jornalista Mario Sabino, do site O Antagonista, falam sobre uma suposta “compra” do mandato de Jean Wyllys por Miranda e Greenwald e se articulam contra uma suposta perda de credibilidade das reportagens da Vaza Jato. A ideia dos administradores da página é que a divulgação dos prints comprometa o trabalho jornalístico que vem sendo realizado pelo The Intercept Brasil e que desnuda a operação Lava Jato e o ex-juiz Sérgio Moro.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum