quarta-feira, 30 set 2020
Publicidade

PCdoB retira candidatura para apoiar Benedita da Silva (PT) à prefeitura do Rio

PCdoB decidiu retirar candidatura em nome da unidade da esquerda; Benedita cresceu em pesquisa e aparece tecnicamente empatada com Crivella em 2º lugar na disputa pela prefeitura

O PCdoB anunciou, nesta terça-feira (15), que retirou sua candidatura à prefeitura do Rio de Janeiro para apoiar a candidatura da deputada federal Benedita da Silva (PT), que já foi governadora do estado e a primeira senadora negra da história do país.

A pré-candidata do PCdoB à prefeitura da capital fluminense, até então, era a deputada estadual Rejane de Almeida, que informou ter acatado a decisão do partido em nome da unidade de esquerda na cidade.

“Acato a decisão de meu partido de retirar minha candidatura a prefeita do Rio, cidade que está gravada no meu coração e mente e é parte de minha identidade”, disse a comunista.

Até o início do ano, o PT tinha planos de formar uma chapa com Marcelo Freixo (PSOL), com Benedita na posição de vice. O psolista desistiu da candidatura e o PT, então, decidiu lançar a deputada como cabeça de chapa. A oficialização de Benedita como candidata a prefeita deve acontecer nos próximos dias.

“Abrimos mão de uma candidatura própria à prefeitura do Rio, reconhecendo o extraordinário papel que a Enfermeira Rejane teve como nossa pré-candidata, buscando reduzir a fragmentação do nosso campo político e social, para buscar a unidade possível e conclama todas as outras forças a se juntarem nesta unidade na tentativa de chegar ao segundo turno e derrotar as forças neofascistas, que corrompem a administração pública e desprezam a vida e os direitos”, escreveu o PCdoB do Rio de Janeiro em carta onde anunciou o apoio a Benedita.

Pelas redes sociais, o ex-presidente Lula comemorou a aliança. “O PT vai estar junto com outros partidos em muitas cidades. Agora mesmo acabamos de confirmar que o @PCdoB_Oficial vai estar com a @dasilvabenedita no Rio de Janeiro”, escreveu o petista, anunciando o apoio do partido à candidatura de Rubens Pereira Junior (PCdoB) à prefeitura de São Luís, no Maranhão.

Com contrapartida ao apoio do PCdoB no Rio de Janeiro, o PT vai apoiar também a candidatura de Lívia Miranda à prefeitura de Petrópolis.

Na mais recente pesquisa de opinião realizada pelo Atlas Político, divulgada na manhã desta terça-feira (15), Benedita da Silva aparece em terceiro lugar nas intenções de voto, com 9,6%. Pela margem de erro, a petista está tecnicamente empatada com o atual prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos), que tem 11,1%. O primeiro lugar é ocupado por Eduardo Paes (DEM), que tem 19,7% das intenções de voto.

Confira, abaixo, a íntegra da carta em que o PCdoB anuncia a retirada da candidatura para apoiar Benedita.

Em defesa da Unidade


Resolução do PCdoB Rio de Janeiro sobre a política de alianças

A cidade do Rio precisa ter alegria e esperança. Hoje não consegue sorrir para o futuro. Está sem perspectiva, órfã de proteção do Estado, de políticas sociais, de proteção à sua vida, de escolas estruturadas, com desemprego crescente, e crianças e idosos sem teto cada vez mais ocupando as ruas sobre papelão e folhas de jornal. As forças que hoje dirigem a prefeitura estão denunciadas por grandes esquemas de corrupção e vários outros líderes destas estruturas dominantes ultrapassadas estão presos ou afastados. 


As forças democráticas e de esquerda precisam apresentar caminhos que possibilitem o reencontro com a generosidade e a seriedade na gestão pública. Por isso, o PCdoB, nacionalmente, fez todos os esforços para que os partidos de esquerda e progressistas repensassem suas decisões. É urgente unir forças para derrotar esta direita que não tem ética nem compromisso com nossa gente. Entendemos que isso ainda é possível!

O PCdoB, neste momento, faz um esforço hercúleo no sentido de ampla unidade, dialogando com todas as forças políticas e pré-candidaturas do campo popular democrático. Abrimos mão de uma candidatura própria à prefeitura do Rio, reconhecendo o extraordinário papel que a Enfermeira Rejane teve como nossa pré-candidata, buscando reduzir a fragmentação do nosso campo político e social, para buscar a unidade possível e conclama todas as outras forças a se juntarem nesta unidade na tentativa de chegar ao segundo turno e derrotar as forças neofascistas, que corrompem a administração pública e desprezam a vida e os direitos.


Vamos somar com a candidatura de Benedita da Silva, mulher negra de trajetória digna, e que neste momento pode ser a alternativa para a cidade do Rio de Janeiro.


Rio de Janeiro, 14 de setembro de 2020


Comissão política Municipal do PCdoB Rio de Janeiro

Ivan Longo
Ivan Longo
Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.