Entrevista exclusiva com Lula
10 de novembro de 2019, 08h51

Perito diz que Carlos Bolsonaro pode ter editado áudio da portaria do Condomínio

Reportagem da revista Piauí ouviu perito que observou alterações nos vídeos divulgados por Carlos Bolsonaro sobre os áudios que teriam liberado a entrada do assassino de Marielle Franco no condomínio onde mora Jair Bolsonaro

Carlos Bolsonaro (Reprodução/Flickr)

Os áudios da portaria do condomínio Vivendas da Barra divulgados por Carlos Bolsonaro nas redes sociais podem ter sido editados, segundo um perito aposentado da Polícia Civil do Distrito Federal ouvido pela Revista Piauí, em reportagem divulgada neste sábado (9).

Carlos divulgou os áudios no dia 30 de outubro, como resposta à reportagem do Jornal Nacional do dia anterior, que revelou que o porteiro teria interfonado para a casa 58 para liberar a entrada do ex-PM Elcio de Queiroz no condomínio no dia do assassinato de Marielle Franco. A casa 58 é onde mora Jair Bolsonaro e a liberação teria sido feita pelo “Seu Jair”. Queiroz teria se dirigido, então à casa 65, de Ronnie Lessa, de onde partiram para assassinar Marielle e o motorista Anderson Gomes.

Carlos divulgou dois vídeos, o primeiro às 6h42 e o segundo às 9h26, ambos exibindo a tela do computador da administração do condomínio, com a relação de ligações telefônicas feitas da portaria do Vivendas da Barra. O perito ouvido pela reportagem viu indícios de que o filho de Bolsonaro pode ter editado o segundo áudio.

No primeiro vídeo, o áudio exibido confere com a duração em segundos que consta no nome do arquivo.

Já o segundo vídeo, com áudios feitos naquela mesma tarde da portaria para a casa 58 (de Jair Bolsonaro) e a 36 (de Carlos), é inconclusivo, porque Carlos editou o trecho inicial dos áudios, que não conferem com a duração que consta no nome dos arquivos.

Leia a reportagem completa no site da Revista Piauí

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum